Cirandando Liberdades

Classificação Indicativa

Livre

Data

Horário

Local

16h00

Jardim do relógio

Show musical

Sinopse

Em 2022, o Coral Cênico Cidadãos Cantantes, grupo heterogêneo que constrói uma trajetória antimanicomial, celebra seus 30 anos de existência com apresentações que rememoram a história do grupo. O Coral apresenta um repertório brasileiro que fala de liberdades e poesia, em que a loucura circulará o imaginário da criação, com canções da MPB, cirandas nordestinas e outras.

Minibio Artistas

Coral Cênico Cidadãos Cantantes

O Coral Cênico Cidadãos Cantantes surge em 1992 como desdobramento das atividades dos Centros de Convivência e Cooperativa da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo, com apoio da Associação SOS Saúde Mental, Ecologia e Cultura, da Galeria Olido e o Centro de Referência da Dança, ambos da Secretaria Municipal de Cultura, o Instituto de Saúde da SESSP e parceria de 15 anos com o Laboratório de Arte e Corpo da Terapia Ocupacional da USP - PACTO.
O Coral possui uma composição heterogênea, reunindo pessoas com sofrimento psíquico, pessoas em situação de vulnerabilidade e a população em geral, interessados na construção artística. A ferramenta de trabalho dos Cidadãos Cantantes é a promoção de encontros nos quais se possa cantar buscando a harmonização das dissonâncias para afinar diferenças e sustentando uma experimentação na interface entre canto coral, arte e saúde na contemporaneidade.
A dramaturgia dos Cidadãos Cantantes é compreender o advento da obra artística no encontro dos cantantes com sua plateia, resilientes e firmes construindo uma outra poética necessária à sobrevivência da esperança e da luta contínua, sempre criativa e necessariamente coletiva. Valoriza-se a experiência grupal, a produção de conhecimento, a solidariedade, autonomia e acima de tudo a liberdade de criação e expressão, com fruição.
O desafio de se parir arte coletivamente, forja no humano camadas de disposição para questionar sua condição de criador, autor e se deparar com a capacidade de se implicar com as necessidades do outro, reafirmando identidades poéticas. O Coral Cênico Cidadãos Cantantes representa um ícone de defesa da cidadania plena e na luta contra as desigualdades que provocam o sofrimento físico e psíquico de grande parte da população brasileira.
As vozes que se reúnem no Coral cantam e bradam contra a barbárie, a violência, a discriminação e a medicalização da desigualdade. “Cirandando Liberdades” é a máxima do grupo desde a sua criação, numa convivência potencializadora de criação e ação. Atua-se na composição sonora que atravesse e inaugure um novo paradigma de saúde e cultura.

Ficha técnica


Regência e Direção Musical – Julio Giudice Maluf
Violoncelo – Erica Navarro
Violão – Vinícius Maganha
Percussão – Wesley Monteiro
Pandeiro – Rebeca Lua
Coordenação Geral – Cris Lopes