edições anteriores.

 

 

2020

Para a programação Soy Loco em Casa, tivemos 15 propostas artísticas que chegam ao público de Franco da Rocha de forma inovadora. Sem gerar aglomeração, nem riscos de contaminação, as intervenções buscam meios alternativos de se conectar com as pessoas: através do som, de entregas, de instalações e de performance.

​Do Juquery para a cidade. As propostas artísticas se espalham pela cidade de Franco da Rocha, buscando conexões com o Complexo Hospitalar. 11 propostas foram selecionadas pela convocatória realizada para artistas da Bacia do Juquery. 3 artistas foram convidados para criarem propostas especiais e ainda tivemos um jogo da memória pensando no público infantil.

 

Em parceria com o Museu de Arte Osório César, criamos o Jogo das Memórias do Juquery, com obras do acervo do museu. São várias formas de jogar e uma maneira de trabalhar o imaginários dessas importantes obras com as crianças da cidade. Uma das artistas com obras no jogo é Aurora Cursino, uma das mais reconhecidas do acervo. Ela também inspira a vídeo performance “Auroras – mulheres que criam” de Mariana Moura. E o grupo Odisseia das Flores também toma a obra de Aurora como inspiração para criar o “Sarau Locoesia”, que circulou pela cidade através de um carro de som.

 

O projeto “Em voo nos queremos”, de Beth Ziani, Cibele Lucena e Flavia Mielnik, cria cartazes a partir de pássaros recebidos de artistas e colaboradores do CAPS. E o artista Edmar Almeida enviou postais para a casa de pessoas, esperando receber de volta histórias ligadas ao Juquery. 

Além disso, o 2º Seminário Cultura e Saúde, desta vez online, trouxe diversos encontros, inclusive internacionais.

É possível ver o seminário completo e os resultados das obras no youtube do festival: youtube.com/soylocoportijuquery

Veja com mais detalhes as propostas participantes clicando aqui!

2019

O 2º Soy Loco Por Ti Juquery aconteceu de 19 a 22 de setembro de 2019, com apoios da Oi e do Oi Futuro, através do Proac ICMS, da Prefeitura de Franco da Rocha, Goethe-Institut, Cingulado, Poiesis e Click Up.

Com horário extendido, das 10h às 22h, o festival teve um total de 68 atividades, 308 artistas envolvidos, uma Feira Solidária de Franco da Rocha, um educativo voltado para o público do CAPS e a criação de uma obra permanente, da artista Elisa Bracher, que foi instalada no local. Mais de 3000 pessoas curtiram o festival e mais de 300 pessoas dos CAPS participaram das atividades.

 

O festival deste ano contou com 4 curadores: Arturo Gamero, de artes visuais e da residência artística; Decio 7, de artes sonoras; Natalia Machiavelli, de artes do corpo; e André Arruda, para artistas locais - das cinco cidades da Bacia do Juquery: Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Cajamar e Mairiporã.

Também foi realizada uma parceria com o projeto Juquery Encantado, de Mariana e Ricardo Massonetto, para a programação infantojuvenil. 

O seminário cultura e saúde foi uma atividade organizada pela Secretaria de Cultura de Franco da Rocha.

Alguns convites de artistas e apresentações foram feitos diretamente pela direção do festival. Além disso, o festival também organizou oficinas abertas e gratuitas, além de visitas guiadas com os funcionários do Juquery.

 

As atividades que aconteceram no 2º Soy Loco Por Ti Juquery:

Artes visuais:
Xiloceasa, Pedro França, Juliana Jardim, Luiz Pimentel e exposição de obras do acervo do Juquery, criadas pelos pacientes moradores


Artes sonoras:
Feminine Hi Fi, Pancho Trackman, Dj Nato, grupo Rimadores do Vagão Wutremclan, Vitoriano e seu Conjunto - "Para Manter a Loucura Estável", grupos de Charangas - "Charanga
 do França convida Cornucópia Desvairada e Fanfarra Manada", Ranulpho Faria e convidados, como a Orquestra Sinfônica de Caieiras e os Massonettos; Mangangá, Caos no Subúrbio, Bloco da Casa Velha.

Artes do corpo:
"Delírios do inconsciente", do grupo Cia Quase Cinema; "Pachamama", com Rafael de Palma; "Altamira 2042", da Cia Corpo Rastreado; "Paracy, as mães do rio", de Bruna Carvalho e Rafaela Maya; "Outras Portas, Outras Pontes", do Grupo Sansacroma; "Tarô dos Loucos", de Eduardo Henrique Bartolomeu; "O Manto" de Lilian Borges; "Causos do Juquery", com Ednaldo Carmo; "Eu-Você", das artistas suíças Claudia e Isabelle Barth; "O Alienista", de Machado de Assis, com Ana Moraes e Denise Aires


Visita guiada "Conhecendo o Juquery", com funcionários do complexo

Oficinas:

Graffiti com Fabiana Binak; Conservação Patrimonial, com Mirza Pellicciotta e Fabio Di Mauro; "Criação de óculos de artista: novas formas de ver o mundo", com o artista Marco Piantan; "A paisagem impressa: tempo-corpo", com Amora Julia, artista da região; Xilogravura, com o grupo Xiloceasa

 

Cinema:
"Stultifera Navis", de Dudu Mafra; "Estamos Todos Aqui", de Rafael Mellin e Chico Santos; "A Cidade É Uma Só?", de Adirley Queirós

 

Lançamento do livro de receitas “Juquery Memórias e Sabores”, realizado pelos funcionários do Juquery

 

Seminário Cultura e Saúde:
Museus vivos e suas experiências, com Tenzin Siegfried e Pola Fernandez; A obra de Osório Cesar, com Regiane Mendes, Mauro Aranha, Raquel Amin e Rosa Cristina Carvalho; Práticas Contemporâneas do Cuidado, com Décio Cesarini Jr, Gladys Schincariol, Graziela Kunsch, Raphael Escobar; Apresentação das Oficinas Culturais, com trabalhadores e usuários da RAPS (Rede de Atenção Psicossocial)

Juquery Encantado (programação infantojuvenil):
"Conto de Todas as Cores", do Grupo Girandolá; "Vivência de Música e Teatro", do Grupo Ateliê Cênico Musical; "Música do Círculo"; palhaço Merguyo, "O Salto"; "Alumbramento", com Vinicius Mazzon; Oficina "Técnica dos instrumentos de percussão afrobrasileiros", com Eder O Rocha; Oficina de sopro com Thiago França; Oficina "Orquestra Xarabemba", com Gustavo Saulle
 

Obra de Elisa Bracher

Através do curador Arturo Gamero, conseguimos viabilizar uma obra permanente de Elisa Bracher no Complexo Hospitalar do Juquery.

Trata-se de uma escultura com cerca de 15 metros de altura, de aço galvanizado, que equilibra 4 trapézios, um sobre o outro.

Essa obra inaugura um novo momento no Juquery, com o festival se colocando como uma ocupação continuada do espaço, estando agora presente por muitos anos à frente.

2018

O Festival Soy Loco Por Ti Juquery fez sua estreia em 2018, nos dias 14, 15 e 16 de setembro. Ao longo do final de semana, mais de 1.800 pessoas circularam por parte do espaço do Complexo Hospitalar do Juquery para aproveitar a programação artística que ocupou o local.

 

Entre as atrações pensadas especialmente para o Juquery, o festival contou com uma exposição inédita de parte do acervo do Museu Osório César, com curadoria das funcionárias do próprio Complexo Hospitalar, e uma apresentação surpresa do músico Ranulpho Alves, ícone cultural de Franco da Rocha, conhecido por homenagear o Juquery em suas canções.

 

Como parte do festival, a primeira edição da residência artística Soy Loco Por Ti Juquery precedeu o evento e recebeu 5 artistas* que viveram no Juquery por dez dias. Desse encontro, surgiram trabalhos potentes, que puderam ser vistos pelo público ao longo dos três dias de programação, e a exposição itinerante "DESCOBERTAS: Olhares de uma residência artística no Juquery", via edital da Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari) em parceria com o Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP).

 

Idealizado e produzido pela Trapézio Produções Culturais, o 1º Soy Loco Por Ti Juquery teve realização do Programa de Ação Cultural (ProAC) e Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Franco da Rocha e apoio do Complexo Hospitalar do Juquery.

 

Estiveram no festival:

*Artistas selecionados para a 1ª Residência Artística Soy Loco Por Ti Juquery: Cris Proença, Edmar Almeida, Isabel Bei, Marcelo Bressanin e Marilia Vasconcellos.

*Artistas visuais: Fernando Limberger, Lucas Bambozzi, Tiago Navas, Victor Leguy

*Artistas sonoros: Massonettos, Embatucadores, Clownrinetas

*Artistas do corpo: Girandolá, Lorena Lobato, Carolina Berger, Edmar Almeida

*Filmes: Bicho de Sete Cabeças, Estamos Juntos, Madrigal Para Um Poeta Vivo, Calma

*Oficinas: Gabriela Serfaty, Marília Vasconcellos, Leonardo Chagas