Vermelho Branco e Preto

Classificação Indicativa

Livre

Data

Horário

Local

10/09/22

16h00

Jardim do Relógio

Circense, Teatro

Sinopse

Essa atividade é uma Extensão EIMPA.
O espetáculo solo de Cibele Mateus, parte da figura cômica afrodiaspórica “Mateus” da brincadeira do Cavalo Marinho pernambucano em confluência com as narrativas do Nego Fugido - Aparição de Acupe/BA e a narrativa de Macurá Dilê - "O Tempo que teve início, mas não tem fim". A intérprete tece de forma (po)ética, narrativas caboclas (Vermelho); o sistema colonial (Branco); a máscara preta (negrume) como afirmação de identidade, ancestralidades e espiritualidades (Preto), trazendo o riso como resistência e denúncia.

Minibio Artistas

EIMPA - Encontro Internacional de Mulheres Palhaças

8º EIMPA – Encontro Internacional de Mulheres Palhaças

Sinopse do evento: Diante das inquietações acerca do espaço ocupado pela mulher no universo da palhaçaria, Andréa Macera, do Teatro Da Mafalda, idealizou o EIMPA – Encontro Internacional de Mulheres Palhaças para celebrar as artistas e fomentar o diálogo e a troca de saberes.

CIBELE MATEUS

Artista do riso, atriz, educadora social e pedagoga. Desenvolve seus trabalhos cênicos a partir de motrizes e matrizes afrodiaspóricas, afroindígenas e na arte de rua, desde 2005. Vem fazendo sua trajetória de arte-vida em busca das máscaras de pretume, buscando criar uma poética própria de comicidade negra. Iniciou sua trajetória como “Mateus” (figura cômica da “cara preta”) em 2011, no Grupo Manjarra (SP). Atualmente brinca de “Mateus” nas brincadeiras tradicionais “Boi Canarinho”, grupo LGBTQIA+ e Juremeiro (Fortaleza/CE) e no “Guerreiro Santa Joana Darc” - Mestra Margarida (Juazeiro do Norte/CE). Através da pesquisa e vivências como Mateus, vem contribuindo com espaços de formação e criação, orientando cursos, vivências, realizando curadorias, dramaturgias e direção, principalmente para grupos e artistas dissidentes. É integrante da Coletiva Caixa de Pandora, Terreiros do Riso, ESLIPA (Escola Livre de Palhaçaria), Escola de Palhaças de São Paulo, Palhaços Sem Fronteiras Brasil."

Ficha técnica

FICHA TÉCNICA

Extensão EIMPA

Idealizadora e diretora artística - Andréa Macera
Produtora artística - Palloma Fernandes
Produtora Executiva - Wannyse Zivko (Arte e Efeito)
Crédito das Fotos e Mídias sociais: César Marins
Identidade Visual - Ana Muriel

Espetáculo Vermelho, branco e preto

Concepção e atuação: Cibele Mateus.
Direção: Juliana Pardo (Cia. Mundu Rodá).
Assistência de direção: Val Ribeiro e Vanessa Rosa
Preparação Corporal: Val Ribeiro (Saberes em Roda: Okê Arô Caboclos e Caboclinhos)
Orientação dramatúrgica: Salloma Salomão.
Dramaturgia textual: Salloma Salomão e Cibele Mateus.
Criação dramatúrgica: Cibele Mateus, Salloma Salomão, Alício Amaral e Juliana Pardo.
Direção Musical: Alício Amaral e Amanda Martins.
Criação de trilha sonora: Alício Amaral, Amanda Martins, Cibele Mateus e Rafa da Rabeca.
Gravação e mixagem: Diego Techera
Orientação de Mateus: Sebastião Pereira de Lima (Mestre Martelo), Juliana Pardo e Alício Amaral (Cia. Mundu Rodá).
Orientação e Treinamento em Cavalo-Marinho: Juliana Pardo e Alício Amaral.
Figurinos e adereços: Juliana Naju.
Cenário (rede): Eduardo Amaral.(Pequena Trupe de Circo)
Criação de luz: Diego F.F Soares e Cic Morais